sexta-feira, 24 de outubro de 2008

O Braço Decepado


Segundo a Lenda, um dos ramos do clã MacKenzie, da Escócia, é assombrado pelo espectro de um braço que se manifestava apenas em circunstância muito sombrias. Sua aparição sempre marca a morte iminente de um membro da família.

O fantasma tem sido visto mesmo agora, no século XX. Certa vez, o braço supostamente se materializou na parede de um Cinema, com um dos MacKenzie presente na platéia... Esse morreria atropelado na saída do Cinema.

Em outra ocasião, conta-se que o braço apareceu, para uma jovem família que saía de seu quarto pela manhã. Ao escutar um barulho, ela voltou-se e viu que um candelabro de prata - uma peça sólida e pesada - tinha de alguma forma caído de uma cômoda. A jovem curvou-se para pegá-lo, intrigada com o que poderia ter provocado a queda do objeto. De repente, viu saindo da parede um braço, muito alvo, que sumia de novo na altura do cotovelo.

A mão, delgada, tinha dedos afilados e unhas amendoadas, e era obviamente de uma mulher. Essa mão empurrara o candelabro e sumira diante dos olhos da moça. Sabendo que aquela mão fantasma desempenhava o papel de mensageiro da morte na família, temeu pela mãe, que estava muito doente.

Sua apreensão, era porém infundada; a mãe se recuperou. Mas poucos dias depois, a moça ao se abaixar perto da cômoda para pegar um sapato, o mesmo candelabro caiu novamente, mas dessa vez atingindo a cabeça da jovem e causando sua morte instantânea.

Fonte: Lendas Urbanas
Postar um comentário