sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Rodolfo Zalla


Rodolfo Zalla (Buenos Aires, Argentina, 20/7/1931- São Paulo, 19/6/2016) foi um desenhista de histórias em quadrinhos argentino radicado no Brasil. Iniciou a carreira ainda na Argentina em 1953, quando produziu uma história para uma editora católica. 

Mudou-se para o Brasil em 1963, onde produziu a tira "Jacaré Mendonça" para o jornal "Última Hora", pela Editora Taika, sendo um dos artistas responsáveis pela arte de "Targo" (uma cópia de Tarzan), "O Vingador" e "O Escopião".

Após trabalhar em várias editoras, fundou o "Estúdio D-Arte", junto com Eugênio Colonnese (artista que Zalla conhecera ainda na Argentina). O estúdio funcionou entre 1966 e 1969. Entre 1967 e 1968, ao lado de Colonnese, produziu histórias de guerra para publicar na versão brasileira da revista "Blazing Combat" da Warren Publishing, contudo, o projeto foi cancelado.

Em 1981 D-Arte vira uma editora e lança duas revistas de terror bem-sucedidas "Calafrio" e "Mestres do Terror". Na Editora Abril, Zalla foi responsável por desenhar durante seis anos histórias do Zorro baseadas na série de TV da Disney. Zalla e Colonnese foram responsáveis pela utilização de quadrinhos em livros didáticos brasileiros. No gênero terror criou a personagem "Nádia, a filha de Drácula" e no faroeste, o cowboy "Johnny Pecos". Em 2005 lançou pela Opera Graphica o livro "O Desenho Magnífico de Rodolfo Zalla", um livro que ensina técnicas de desenho.

Em 2010, Zalla desenhou um álbum sobre o médium Chico Xavier, escrito por Franco de Rosa e publicado pela Ediouro e outro sobre o ex-presidente Lula, escrito por Toni Rodrigues e publicado pela Editora Sarandi. A história seria desenhada pelo amigo Eugênio Colonnese, morto em agosto de 2008.

Em julho de 2011, foi anunciado que a Editorial Kalaco e a Zarabatana Books publicariam um álbum de histórias produzidas por Zalla protagonizadas pelo "Drácula". Em agosto do mesmo ano, Zalla também anunciou a volta da revista "Calafrio" pela Editora CLUQ (Clube de Quadrinhos). Em 2010, a Editora Escala havia publicado um álbum com histórias do vampiro produzidas por Colonnese para a Editora Taika na década de 1960.

Zalla morreu em 19 de junho de 2016, aos 85 anos, em São Paulo.


Fonte: Wikipédia

Os Bonecos de Bruno

Quadrinhos do Terror apresenta: "Os Bonecos de Bruno". Revista "Coleção Contos de Terror", 1973. Argumento de R. F. Lucchetti e desenhos de Nico Rosso. Editora Taika Ltda, São Paulo.




Romeu e Julieta

Quadrinhos do Terror apresenta: "Romeu e Julieta". Revista "Coleção Contos de Terror", 1973. Argumento de R. F. Lucchetti realizado por Nico Rosso. Editora Taika Ltda, São Paulo.




Os Mortos Voltam?

Quadrinhos do Terror apresenta: "Os Mortos Voltam?". Revista Calafrio nº 01 de 14/12/1981. Texto: Helena Fonseca; Desenhos: Eugenio Colonnese. Estúdio D - Arte Criações Ltda, São Paulo.


A Ilha dos Ratos

Quadrinhos do Terror apresenta: Dossiê Negro em "A Ilha dos Ratos". Revista Calafrio nº 01 de 14/12/1981. Texto e desenhos: sem créditos. Estúdio D - Arte Criações Ltda, São Paulo.

"Calafrio" foi uma revista de histórias em quadrinhos de terror que circulou de 1981 até o início dos anos 1990. Pertencia à editora D-Arte (fundada em 1981, em São Paulo) de Rodolfo Zalla. Era uma produção só com artistas nacionais.

Tinha colaboração (em desenho e argumentação) de nomes consagrados e/ou até mesmo de artistas à época novatos, como Eugênio Colonnese, o próprio Rodolfo Zalla, Flávio Colin, Júlio Shimamoto, Mozart Couto, Rubens Cordeiro, Ota, Jayme Cortez, Watson Portela, Gedeone Malagola, Edmundo Rodrigues, Lyrio Aragão, Wilson Vieira, etc.





Morella

Quadrinhos do Terror apresenta: "Morella" (Adaptação do conto de Edgar Allan Poe). Revista Calafrio nº 01 de 14/12/1981. Desenhos de Eugenio Colonnese. Estúdio D - Arte Criações Ltda, São Paulo.

"Calafrio" foi uma revista de histórias em quadrinhos de terror que circulou de 1981 até o início dos anos 1990. Pertencia à editora D-Arte (fundada em 1981, em São Paulo) de Rodolfo Zalla. Era uma produção só com artistas nacionais. 

Tinha colaboração (em desenho e argumentação) de nomes consagrados e/ou até mesmo de artistas à época novatos, como Eugênio Colonnese, o próprio Rodolfo Zalla, Flávio Colin, Júlio Shimamoto, Mozart Couto, Rubens Cordeiro, Ota, Jayme Cortez, Watson Portela, Gedeone Malagola, Edmundo Rodrigues, Lyrio Aragão, Wilson Vieira, etc.




Minha Tia Amélia

Quadrinhos do Terror apresenta: "Minha Tia Amélia". Revista Calafrio nº 01 de 14/12/1981. Texto: Maria A. Godoy; Desenho: Rodolfo Zalla. Estúdio D - Arte Criações Ltda, São Paulo.

"Calafrio" foi uma revista de histórias em quadrinhos de terror que circulou de 1981 até o início dos anos 1990. Pertencia à editora D-Arte (fundada em 1981, em São Paulo) de Rodolfo Zalla.

Era uma produção só com artistas nacionais. Tinha colaboração (em desenho e argumentação) de nomes consagrados e/ou até mesmo de artistas à época novatos, como Eugênio Colonnese, o próprio Rodolfo Zalla, Flávio Colin, Júlio Shimamoto,Mozart Couto, Rubens Cordeiro, Ota, Jayme Cortez, Watson Portela, Gedeone Malagola, Edmundo Rodrigues, Lyrio Aragão, Wilson Vieira, etc.