sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Rodolfo Zalla


Rodolfo Zalla (Buenos Aires, Argentina, 20/7/1931- São Paulo, 19/6/2016) foi um desenhista de histórias em quadrinhos argentino radicado no Brasil. Iniciou a carreira ainda na Argentina em 1953, quando produziu uma história para uma editora católica. 

Mudou-se para o Brasil em 1963, onde produziu a tira "Jacaré Mendonça" para o jornal "Última Hora", pela Editora Taika, sendo um dos artistas responsáveis pela arte de "Targo" (uma cópia de Tarzan), "O Vingador" e "O Escopião".

Após trabalhar em várias editoras, fundou o "Estúdio D-Arte", junto com Eugênio Colonnese (artista que Zalla conhecera ainda na Argentina). O estúdio funcionou entre 1966 e 1969. Entre 1967 e 1968, ao lado de Colonnese, produziu histórias de guerra para publicar na versão brasileira da revista "Blazing Combat" da Warren Publishing, contudo, o projeto foi cancelado.

Em 1981 D-Arte vira uma editora e lança duas revistas de terror bem-sucedidas "Calafrio" e "Mestres do Terror". Na Editora Abril, Zalla foi responsável por desenhar durante seis anos histórias do Zorro baseadas na série de TV da Disney. Zalla e Colonnese foram responsáveis pela utilização de quadrinhos em livros didáticos brasileiros. No gênero terror criou a personagem "Nádia, a filha de Drácula" e no faroeste, o cowboy "Johnny Pecos". Em 2005 lançou pela Opera Graphica o livro "O Desenho Magnífico de Rodolfo Zalla", um livro que ensina técnicas de desenho.

Em 2010, Zalla desenhou um álbum sobre o médium Chico Xavier, escrito por Franco de Rosa e publicado pela Ediouro e outro sobre o ex-presidente Lula, escrito por Toni Rodrigues e publicado pela Editora Sarandi. A história seria desenhada pelo amigo Eugênio Colonnese, morto em agosto de 2008.

Em julho de 2011, foi anunciado que a Editorial Kalaco e a Zarabatana Books publicariam um álbum de histórias produzidas por Zalla protagonizadas pelo "Drácula". Em agosto do mesmo ano, Zalla também anunciou a volta da revista "Calafrio" pela Editora CLUQ (Clube de Quadrinhos). Em 2010, a Editora Escala havia publicado um álbum com histórias do vampiro produzidas por Colonnese para a Editora Taika na década de 1960.

Zalla morreu em 19 de junho de 2016, aos 85 anos, em São Paulo.


Fonte: Wikipédia
Postar um comentário