terça-feira, 22 de dezembro de 2015

O Fantasma Baterista de Tedworth


O Fantasma Baterista de Tedworth foi um caso de suspeita de atividade poltergeist. No início da década de 1660 John Mompesson, de Wiltshire, começou a ouvir barulhos estranhos em sua casa. Havia sons de batidas de tambor, bem como arranhões e ofegantes ruídos. Objetos pareciam se mover por conta própria na casa, e às vezes um cheiro sulfuroso estranho pairava no ar.

Mompesson acreditava que um homem que ele tinha ajudado a mandar para a cadeia, um baterista chamado William Drury, tinha, por alguma forma de feitiçaria, causado a invasão de um espírito malévolo em sua casa. O caso atraiu o interesse em toda a Inglaterra, e muitas pessoas vieram para testemunhar o espírito por si mesmos. No entanto, quando o rei enviou dois representantes para investigar o assombro, eles não encontraram nenhuma evidência de atividade sobrenatural.

Os céticos, dos quais havia muitos, rejeitaram a coisa toda. Eles sugeriram que o próprio Mompesson tivesse armado essa farsa, tanto para lucrar com aqueles que vieram para ver o espírito, ou para diminuir o valor da casa (que era alugada).

Outros possíveis culpados eram os servos de Mompesson, que pareciam bastante satisfeitos com as agruras de seu mestre, e que muitas vezes zombavam dele, apontando que ele nunca poderia demiti-los porque ninguém mais concordaria em trabalhar para ele em tais condições.


Fonte: The Ghostly Drummer of Tedworth
Postar um comentário
Si prega di attivare i Javascript! / Please turn on Javascript!

Javaskripta ko calu karem! / Bitte schalten Sie Javascript!

Por favor, active Javascript!

Qing dakai JavaScript! / Qing dakai JavaScript!

Пожалуйста включите JavaScript! / Silakan aktifkan Javascript!Better Stop Adblock