segunda-feira, 2 de maio de 2016

Elfos, Fadas e Anões

"Um vislumbre de fadas" - Pintura de Lear Charles Hutton.

O esplendor derrama-se sobre muros de castelo 
E picos nevados de história antiga: A luz 
comprida tremula nos lagos E a impetuosa 
catarata salta gloriosa.
Toque, corneta, toque, mande a voar os selvagens ecos,
Toque, corneta; responda, ecoe, morrendo, morrendo, morrendo.
Escute, ouça! Como é agudo e claro,
E, quanto mais agudo, mais claro, mais longe vai!
Doce e longe de penhascos e escarpas
Os chifres da Terra dos Elfos tocam suavemente!

Definição: Um elfo é um ser sobrenatural, menor do que os humanos, com poderes mágicos e muitas vezes associado aos poderes elementares da terra, do mar e da floresta; uma fada é um ser sobrenatural minúsculo na forma humana, quase sempre alegre (porém, tão comumente quanto, travessa) e possuidora de poderes mágicos; um anão é uma criatura pequena, por vezes barbuda, que em geral vive em cavernas e, algumas vezes, tende a ser vingativa e travessa.

O que os crentes dizem: Elfos, fadas, anões e outras criaturas míticas como duendes e gnomos são reais e possuem poderes mágicos. Eles dividem a Terra conosco desde tempos imemoriais e inúmeros relatos dão testemunho de suas aparições e envolvimento em assuntos humanos.

O que os céticos dizem: Elfos, fadas, anões e outras criaturas míticas são todos faz-de-conta. Eles não existem em lugar algum que não em contos de fadas, lendas e épicos fantásticos, como "O Senhor dos Anéis". São fruto da imaginação e não há qualquer prova concreta de que essas criaturas tenham existido em algum lugar que não num universo fantasioso chamado "folclore". As pessoas que alegam ter visto uma fada ou um duende não viram nem um nem outro. Ou estavam sonhando, alucinando, ou inventaram a história.

Qualidade das provas existentes : Fraca.

Probabilidade de o fenômeno ser paranormal : Inconclusiva.

A fada dos dentes traz dinheiro ou presentes para as crianças em troca dos dentes que caíram e foram colocados sob o travesseiro. Quando eu era criança, a gente ganhava 25 centavos. Entendo que a fada tenha reajustado seu preço e que o normal agora seja pagar um dólar por dente perdido.

Os elfos ajudam Papai Noel a construir todos os brinquedos que ele leva para as crianças bem-comportadas de todo o mundo. Esses elfos são conhecidos como os ajudantes do Papai Noel, são pequenos, geralmente se vestem de verde e trabalham com afinco.

Eles devem ter uma fábrica e tanto no polo Norte, se levarmos em consideração todos os brinquedos que as crianças encontram sob a árvore de Natal ao acordarem.

Nossa fada madrinha cuida de nós, tal qual um anjo da guarda. Não dá para deixar de imaginar se eles trabalham em regime de escala.

Os duendes, que são uma espécie de elfos, são conhecidos por fazerem travessuras com as pessoas e também por saberem onde está escondido o tesouro. Que tesouro?, você pode me perguntar. O pote de ouro no final do arco-íris! Na próxima vez que vir um, certifique-se de olhar em volta à procura de um duende. Se o vir, pergunte a ele onde está o tesouro; segundo a lenda, ele será obrigado a dizer. Você poderia se aposentar mais cedo.

Na trilogia "O Senhor dos Anéis", de J. R. R. Tolkien, a raça élfica é imortal; os anões são mineradores famosos que construíram gigantescas e magníficas galerias e câmaras sob as montanhas. Os elfos de Tolkien parecem com os homens; seus anões são pequenos, atarracados e barbudos — mesmo as mulheres.

Esses são apenas alguns exemplos da amplitude da mitologia com relação a elfos, fadas e anões.

Eles são reais?

As lendas configuram um maravilhoso enriquecimento de nossa cultura global, de modo que ninguém consegue evitar se sentir um estraga-prazeres ao afirmar que elfos, fadas, duendes e todos os seus amigos místicos e travessos não são nada além de mera fantasia.

Elfos de Rivendell.


Gêneros inteiros de literatura fantástica têm sido criados em torno das lendas sobre elfos e seus associados. Algumas pessoas adotam nomes élficos, vestem-se especialmente para festas à fantasia e aprendem a falar a língua élfica.

Distrações idiotas, você diria?

Talvez. Mas será que algo que alimenta tão bem a necessidade humana de fantasia e coisas extravagantes deve ser considerado sem sentido e uma perda de tempo?

E aí está o poder persistente das lendas sobre criaturas míticas: ponderar sobre sua existência e viver na realidade de seu mundo expande a mente, estimula a criatividade e dá satisfação.

O poder da fantasia não pode nem deve ser banalizado ou descartado como algo tolo e imaturo.

Desse modo, sim, Virgínia, Papai Noel existe. E Elrond vive em Rivendell, e a fada dos dentes é quem deixa dinheiro sob o seu travesseiro.

Por acaso, a verdade não vem em várias formas e tamanhos?


Fonte: Os 100 Maiores Mistérios do Mundo - Stephen J. Spugnesi - Difel 2004