quarta-feira, 30 de março de 2016

Voo da Morte


O comandante Thomas Mantell, piloto experiente da Força Aérea, morreu em um controvertido acidente aéreo no dia 7 de janeiro de 1948. De acordo com o relatório oficial, seu avião ganhava altura quando uma perda total de potência forçou-o a seguir horizontalmente, em seguida inclinar para um lado e mergulhar em uma espiral fatal. Segundo declarações de outros pilotos, Mantell perdeu a consciência devido à falta de oxigênio e não voltou a si.

Na verdade, o voo da morte de Mantell começou quando a torre de Godman Field, Kentucky, avistou um grande objeto brilhante, em forma de disco, voando no céu. Os funcionários da torre de controle decidiram que o objeto não era um balão meteorológico e, incapazes de identificá-lo, enviaram o comandante Mantell, juntamente com um grupo de aviões, para verificar o que acontecia.

Mantell subiu a 4 500 metros. Nesse ponto os outros aviões retornaram, porque uma altitude tão elevada exigia um equipamento de oxigênio diferente. Mas Mantell seguiu em frente. Finalmente ele transmitiu seu último aviso pelo rádio: - Parece ser metálico e seu tamanho é imenso. Está sobre mim e estou me aproximando dele.

Destroços do avião de Mantell foram posteriormente recolhidos. Eles estavam permeados com centenas de pequenos orifícios.

A despeito desses fatos, os altos escalões da Força Aérea negaram a possibilidade de um OVNI, e determinaram posteriormente que Mantell teria visto o planeta Vênus ou um dos muitos balões meteorológicos que a Marinha estaria usando na área naquele momento.

No entanto, os ufologistas apressaram-se a reagir: o Sol deveria estar inusitadamente claro para permitir que pessoas em terra avistassem Vênus com tamanha nitidez. Na verdade, afirmaram eles, a aparição simplesmente teria sido tão nítida que todos teriam visto Vênus, ou até mesmo Vênus e um balão.

Porta-vozes da Força Aérea finalmente vieram a público para afirmar que as testemunhas teriam visto Vênus e dois balões, aparentemente ligados um ao outro, parecendo um poderoso OVNI. Todavia, a Força Aérea jamais conseguiu explicar os boatos relativos ao corpo de Mantell: ele foi, aparentemente, retirado pela polícia e colocado em seguida num caixão, o que convenceu alguns investigadores de que Mantell estaria coberto com estranhos ferimentos, ou que nenhum corpo foi encontrado.


Fonte: Livro «O Livro dos Fenômenos Estranhos» de Charles Berlitz
Postar um comentário