quarta-feira, 30 de março de 2016

O Fantasma de Hammersmith

Hammersmith atormentada por numerosos avistamentos do que parecia ser uma aparição fantasmagórica

Tarde da noite de 3 de janeiro de 1804, um pedreiro chamado Thomas Millwood deixou sua casa em Hammersmith, a oeste de Londres. Ele estava bem vestido, trajando uma roupa inteiramente branca, colete de flanela e avental também das mesmas cores, indumentária típica dos profissionais desse ofício daquela Inglaterra do início do século 19. Infelizmente para Millwood, porém, esse seu traje provocou a sua morte.

Às 22:30hs, enquanto ele andava sozinho, descendo o Black-Lion-Lane, foi confrontado e morto a tiros por um funcionário da alfândega chamado Francis Smith - encetando assim um dos casos mais estranhos, mais lembrados e mais influentes na história legal britânica.

Smith foi preso pelo assassinato, mas, no entanto, alegou legítima defesa e possuía uma boa justificativa: Millwood estava vestido com roupas brancas e, portanto, pensou que estava atirando em um fantasma.

Acredite ou não, naquele momento, isso não parecia ser uma história absurda. Durante todo o mês anterior, a área de Hammersmith havia sido atormentada por numerosos avistamentos do que parecia ser uma aparição fantasmagórica. As coisas ficaram realmente sérias quando uma mulher grávida que alegou ter sido atacada pelo fantasma, morreu dois dias depois.

Vigilantes armados começaram a procurar pelo fantasma, no qual, Francis Smith não teve culpa de fazer o que fez na noite de 3 de janeiro, quando ele atirou em Thomas Millwood.

Já que a comunidade estava tão aterrorizada com o "Fantasma de Hammersmith", as pessoas se perguntavam se Smith deveria ser responsabilizado pela morte de Millwood, mesmo assim, ele ainda foi acusado de homicídio doloso.

Millwood foi confrontado e morto a tiros por um funcionário da alfândega chamado Francis Smith

No julgamento, realmente testemunharam sobre incidentes anteriores onde a roupa branca de Millwood de fato assustou às pessoas, que o confundiram com um fantasma. O júri decidiu inicialmente que Smith só deveria ser condenado com uma acusação menor de homicídio.

No entanto, o juiz anulou o veredito e disse que eles precisavam encontrar Smith culpado de assassinato ou absolvê-lo por completo. O júri então optou por encontrá-lo culpado e ele foi condenado à morte. No entanto, logo foi concedido a Smith um perdão real que comutou a sentença para um ano de trabalhos forçados. Após este incidente, o fantasma de Hammersmith, nunca mais foi visto.


Fontes: Ghosts, witches, vampires, fairies and the law of murder; Assombrado.
Postar um comentário
Si prega di attivare i Javascript! / Please turn on Javascript!

Javaskripta ko calu karem! / Bitte schalten Sie Javascript!

Por favor, active Javascript!

Qing dakai JavaScript! / Qing dakai JavaScript!

Пожалуйста включите JavaScript! / Silakan aktifkan Javascript!Better Stop Adblock