quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Zé do Caixão para crianças


Conhecido como ícone (bom ou ruim) dos filmes de terror no Brasil, José Mojica Martins – o Zé do Caixão – agora quer ser lembrado, também, como escritor de livros infantis. Sem se afastar das histórias assustadoras ele se aventura pela primeira vez no mundo dos contos para os pequenos e lança O Livro Horripilante de Zé do Caixão (Panda Books, 2008, 48 páginas, R$ 27,90).

A obra traz uma reunião de contos de terror feitos especialmente para a molecada, todos com um objetivo que vai além das histórias assustadoras. “Atrás de cada susto, vem sempre uma boa lição a ser aprendida sobre amizade, preconceito, solidariedade e até sobre a origem do próprio medo”, ensina Mojica. As ilustrações são do francês Laurent Cardon, que além de desenhista e animador, também dá aulas de cinema para crianças. Basta uma passada de olhos pelos desenhos para perceber que há algo diferente nas histórias de terror para crianças contadas por Zé do Caixão.

Os personagens do texto e das figuras foram construídos para não serem heróis nem vilões. As crianças das histórias têm raiva, batem umas nas outras, destilam preconceito e planejam vingança. Ao final, se arrependem de seus erros, em uma transformação quase sempre rápida demais, o que não chega a tirar a graça dos roteiros mirabolantes.

Novidades – Além do livro, Zé do Caixão lançou um novo filme que chegou a alguns cinemas no dia 8 de agosto. Em Encarnação do Demônio, Mojica desenterrou da saga de suas filmagens os episódios mais marcantes. O longa é dedicado a um cineasta, Rogério Sganzerla, e a um crítico, Jairo Ferreira (ambos mortos), que apontaram genialidade na obra de Zé do Caixão. (EpNews)

[Mauro Ulrich] - Gazeta do Sul

Fonte: Metal Mojo - Zé do Caixão para Crianças
Postar um comentário