terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

O Sonho do Filho de Dante Alighieri

Dante e Virgílio se deparam com demônios em sua passagem através do Inferno.

O poema "A Divina Comédia", de Dante Alighieri, é considerado uma das obras primas da literatura universal. No entanto, se não fosse o sonho de Jacopo, filho do poeta já então falecido, o original da obra poderia ter desaparecido para sempre.

Quando Dante morreu, em 1321, Jacopo e seu irmão, Pietro, ficaram desesperados, não apenas pela perda do pai, mas também por causa do original de "A Divina Comédia" que ele deixara completo, porém não se sabia onde. Os dois viraram a casa de cabeça para baixo, procurando entre os papéis, e os textos que completavam o poema do velho Dante não foram encontrados.

Profundamente transtornado, Jacopo teve um sonho. Seu pai entrou em seu quarto, vestido com roupas impecavelmente brancas. Quando o filho perguntou se ele terminara a obra-prima, Dante balançou afirmativamente a cabeça e indicou onde as partes faltantes podiam ser encontradas.

Com um advogado amigo do pai por testemunha, Jacopo entrou no quarto de Dante.

Atrás de pequeno biombo junto à parede, eles encontraram uma pequena janela. No cubículo para o qual ela se abria, ambos localizaram as páginas finais do poema, já cobertas de mofo.

Assim, A Divina Comédia ficou completa, graças ao sonho de um filho cheio de fé.


Fonte: Livro «O Livro dos Fenômenos Estranhos» de Charles Berlitz