sábado, 9 de julho de 2016

Fantasmas Versus Espíritos


De acordo com o Merriam - Websters Collegiate Dictionary, a definição de fantasma é a seguinte: "uma alma desincorporada; especialmente a alma de uma pessoa morta que se acredita ser habitante do mundo invisível ou que aparece para os vivos com a aparência de um corpo vivo".

Em inglês, a palavra ghost (fantasma) vem do antigo inglês gast; aparentado com o antigo germânico geist, que quer dizer espírito.

A palavra espírito é definida como "um ser ou essência sobrenatural; um ser frequentemente malévolo que é incorpóreo, mas pode tornar-se visível; um ser malévolo que adentra e possui um ser humano". Vem do latim spiritus, que quer dizer fôlego ou respiração.

A maior parte das pessoas por todo o mundo usa as palavras fantasma e espírito como sinônimos. Entretanto, enquanto ambas entidades sejam aparições de uma pessoa não mais vivente, existem diferenças significativas entre as duas.

Espíritos, que são geralmente vistos como "aparições que não assombram", parecem ser conscientes do ambiente à sua volta e das pessoas ao seu redor e que os observam. Todavia, fantasmas, vistos como "aparições que assombram", parecem ser completamente alheios ao que se passa nos arredores e na presença dos vivos.

E, diferentemente dos espíritos que frequentemente se manifestam por uma razão específica e podem tentar se comunicar com os vivos, um fantasma normalmente assombra o mesmo lugar (na maioria dos casos, o local de sua morte), repetindo as mesmas ações sem parar, de modo parecido com uma série de imagens gravadas em uma fita de vídeo que são repetidas continuamente.

Além disso, pouquíssimas pessoas que encontram um fantasma durante uma de suas assombrações relatam que a aparição tentou estabelecer comunicação com elas.


Fonte: Guia das Bruxas sobre Fantasmas e o Sobrenatural - Gerina Dunwich - 2003, Madras Editora Ltda.